Marcadores

sábado, 12 de março de 2016

Expectativa


      Brinco que a expectativa pode ser comparada a uma pintura impressionista: até parece a realidade, mas tem algo a mais ali.
         O movimento impressionista originou-se no final do século XIX, a chamada Belle Époque francesa. Dizem os estudiosos que os artistas estavam cansados de fazer pinturas que retratassem a realidade por si só. Eles queriam imprimir seu olhar sobre a “realidade” e que por causa disso começaram a criar um jeito único de pintar. Não à toa, a pintura que teria dado nome ao movimento se chama “Impressão”, de Monet. Nela, uma paisagem é retratada sob o olhar de seu criador e fica claro que não se trata apenas de um pôr do sol, mas a impressão do artista sobre o ocorrido.
        A analogia entre o impressionismo e a expectativa talvez ajude a entender que a visão que se tem de alguém pode ser apenas impressão. Aliás, no dicionário a palavra expectativa significa: “situação de quem espera uma probabilidade.” Não está escrito que expectativa é sinônimo de realidade.
     Mas, então, por que se quer transformar expectativa em realidade, principalmente quando há a expectativa em relação a alguém? (Preciso abrir esses parênteses para explicar um detalhe: acredito que ter expectativas na vida pode ser muito positivo porque são elas que vão levar você a ter um emprego novo, uma vida mais tranquila ou mais corrida, a ter um filho. Falo, nesse post, apenas sobre a expectativa em relação às pessoas).
        Assim como Monet quis imprimir sua opinião em relação a uma paisagem, a expectativa pode ser entendida como a impressão que você tem sobre alguém. Mas, vai além. Pessoas não são paisagens e a expectativa sobre o outro vai interferir na vida da pessoa em que a expectativa foi gerada.
        Um exemplo é quando você conhece uma pessoa e quer ficar amiga dela. Aí, você fica encantada(o) pelos assuntos em afinidade. Mas, gera a expectativa de que a pessoa vai estar disponível sempre que você quiser. E, então, como a pessoa não fica disponível (portanto sua expectativa não é preenchida), você não vê mais essa pessoa com os mesmos olhos. Na verdade, a pessoa não mudou. Quem mudou foi você em relação ao outro. Há, portanto aí, dois movimentos: a expectativa em relação ao outro e o julgamento pela expectativa não atendida.
        Alguns vão chamar expectativa de projeção. Outros vão dizer que é manipulação. Não importa o nome que se dê, mas a maneira como se olha para as expectativas.
        Isso porque gerar uma expectativa em relação a alguém pode ser fatal. Um pai que deseja que seu filho tenha uma profissão que ele prefere; alguém que deseja que a namorada seja diferente do que ela é; uma família inteira que deseja que você seja assim e não assado. E ela mostra uma imensa falta de respeito com o outro. Se você não é capaz de olhar o outro como ele é talvez não esteja pronto para aceitar essa pessoa. E, então, tentará modificá-la. E aí, a expectativa pode causar dores, às vezes profundas.
        Não acredito que exista uma fórmula para conviver com as expectativas que cada um faz em relação aos outros. É difícil mesmo não criar expectativas. Mas, entender que as pessoas não vão corresponder a seus desejos já é um grande passo para aceita-las, permitindo que elas sejam quem são. E que isso pode lhe desapontar em alguns momentos. No entanto, talvez a expectativa não preenchida seja uma oportunidade de descobrir um alguém muito mais bacana que sua impressão lhe mostrava.



Expectation

I joke that expectation can be compared to an Impressionist painting: it’s like reality, but there is something more there.
The impressionist movement began at the end of 19th century, it used to be called the french Belle Époque. Experts used to say artists were tired of making paints which reflect the reality itself. They wanted to give their perspective about the “reality” and because of that they created an unique way of paint. Not a random act, the paint that give its name for the movement was “Impression”, by Monet. In it, a landscape is portrayed by the perspective of its creator and it’s clear that it isn’t just about a sunshine, but the artist impression about the event.
The analogy between Impressionism and the expectation may help you to understand that the vision that you have about someone may be just an impression. By the way, in dictionary the word “expectation” means: “situation of anyone who expects a probability”. It isn’t write that expectation is synonymous of reality.
But, so, why we want to transform expectation in reality, mainly when there is expectation about someone? (I need to open this parentheses to explain a detail: I believe that expectations about our lifes can be very positive, because it’s them that will lead you to a new job, a quieter or more busy life, to have a kid. I talk in this post, just about the expectation on others).
        Like Monet who wanted to print his opinion about a landscape, the expectation can be understood like a impression you have about someone. But, it goes beyond. People are not landscapes and the expectation about the other will interfere in that person's life which the expectation was created.
        An example is when you met a person and want to be his friend. So, you are delighted about the affinity subjects. But, there is the expectation that this person will be available always you want. And, then, like the person is not available (therefore your expectation is not fulfilled), you don’t see this person with the same eyes. Actually, the person doesn’t change. Who changed was you in relation with the other. So, there are two reasons: the expectation about the other and the judgement about the expectation unmet.
Some will call expectation of projection. Others will say that is manipulation. Doesn’t matter the name you give, but the way that you look to expectations.
This because create an expectation about someone can be fatal. A father who wants that his son has a profession that he wants; someone who wishes the girlfriend to be different of who she is; a whole family that wishes you be like this or like that. And it is so disrespectful with the other. If you aren't able to look how the other is, maybe you aren't ready to accept this person. And, then, you’ll try to change this person. And, so, the expectation can be painful, sometimes, a lot.
I don’t believe that there is a formula to live with the expectations that each person has about others. It’s really hard don’t create expectation. But, understand that people won't match with your wishes is a big step to accept them, allowing them to be who they are. And this can disappointed you sometimes. However, maybe the not fulfilled expectation will be an opportunity to discover a person much more cool that your impression showed.


Bruna Gonçalves. 23 anos. Redatora publicitária e marketing digital. Faço freelas de conteúdo e de tradução. Pode me encontrar também no blog Não Sei se é Fome ou Tédio ou por e-mail: brunalvgoncalves@gmail.com


Bruna Gonçalves. 23 years old. Copywriter and digital marketing. Freelances in copywriting and translation. You can find me in Não Sei se é Fome ou Tédio’s blog or by e-mail: brunalvgoncalves@gmail.com







     

0 comentários:

Postar um comentário