Marcadores

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Conquistando o cliente pelo ouvido

         O grande poeta Mário Quintana dizia que o “diálogo” nada mais é do que dois monólogos intercalados.
        Vejo muita lógica nessa conclusão. Já reparou como falamos sem prestar a atenção no que o outro está falando para a gente?
       Nossa diarista, o moço da banca e até o nosso chefe nos dizem coisas significativas ao longo do dia. Mas, nem sempre damos bola. Sabe por que? Porque, em geral, estamos preocupados com o que nós temos a dizer.
         Com o mundo das redes sociais essa situação piora, já que elas propiciam essa expressão em via de mão única. Você fala, posta fotos, comentários, mas, com certeza, isso não é um diálogo.
            E aí, o diálogo acaba virando uma raridade. Nas famílias, nos relacionamentos e, claro, no trabalho. E, com certeza, você também faz isso com seus clientes.
            Nisso, os publicitários tem muito a nos ensinar. Eles são experts em identificar o público alvo de cada cliente para vender um produto.  Para isso, eles “escutam” o que o público desse cliente precisa. 

Adoro o exemplo da propaganda da Heineken em que as mulheres ficam enlouquecidas com o closet da casa nova e os homens “surtam” com freezers lotados da cerveja. Não é o sonho de consumo de todo homem e mulher? 
Esse é um grande exemplo de como é fácil conquistar o seu público alvo se você aprender a ouvir e falar a língua dele. Já pensou que experiência riquíssima se a gente parasse para ouvir as pessoas as quais temos contato diariamente?
Da próxima vez que tiver que conversar com seus funcionários ou clientes preste a atenção no que eles estão te dizendo. A sua chance de acertar é muito maior.

1 comentários:

Muitíssimo apropriada a relação que fez entre as redes sociais e a dificuldade que temos em ouvir.

Postar um comentário